Como trazer o seu cão ou gato para a União Européia

UNIÃO EUROPÉIA

(Alemanha, Áustria; Bélgica; Bulgária; Chipre; Dinamarca; Eslováquia; Eslovênia;
Espanha; Estônia; Finlândia; França; Grécia; Hungria; Irlanda; Itália; Letônia;
Lituânia; Luxemburgo; Malta; Países Baixos; Polônia; Portugal; Romênia; Reino
Unido, República Checa e Suécia).

Documentação Geral

– Conforme Item Documentação Básica necessária para emissão de CZI
Exigências Específicas

a) Atestado de Saúde

– Com a declaração que o animal não apresenta sinais de doenças infectocontagiosas e parasitárias.
– Comprovante de Microchipagem ou Tatuagem para fins de rastreabilidade. O
certificado do micro chip deve atender ao ISO 11784 e ao ISO 11785.

ATENÇÃO!! É obrigatória a implantação do microchip antes da vacinação
anti-rábica.

b) Carteira de Vacinação

– Para animais com idade inferior a 3 meses, sem a primo-imunização contra a
raiva é necessária a dispensa por órgão sanitário do país de destino OU do
consulado do atendimento das exigências sanitárias.

– Laudo da Sorologia Anti-Rábica: Envio de amostra de sangue para o laboratório
credenciado pela União Européia – UE, no Brasil (Laboratório de Zoonoses e
Doenças Transmitidas por Vetores do Centro de Controle de Zoonoses de São
Paulo – Rua Santa Eulália nº 86 – Santana zoonoses@prefeitura.sp.gov.br; ou em
outro laboratório igualmente credenciado pela Comunidade Européia no exterior,
para a titulação de anticorpos contra o vírus da raiva. O título de anticorpos deve
ser no mínimo 0,5 UI/ml. Respeitar um prazo de pelo menos 30 dias entre a
vacinação contra a raiva e a coleta de sangue, para que o animal tenha tido tempo
de produzir anticorpos.

– Atenção!! É necessário aguardar 90 dias entre a data da coleta do sangue e
o embarque do animal.

– Para cães que já possuem um resultado de sorologia de laboratório credenciado
aqui ou no exterior: Segundo Diretiva 998/2003 da União Européia – “Não énecessário renovar essa titulação de anticorpos num animal de companhia
submetido à revacinação nos prazos previstos no nº 1 do artigo 5º”.

– O CZI tem validade para embarque e entrada do animal na União Européia
de 4 meses ou até o vencimento da vacina anti-rábica, o que vier primeiro.
Não se recomenda mais do que 10 dias entre a emissão e o embarque para evitar
transtornos com alteração eventual das exigências sanitárias para a Comunidade
Européia.

– Atenção! A exigência de Visto Consultar somente será eximida para o caso de
CSI emitido pela França, considerando a existência de Acordo Bilateral que
dispensa a chancela do Consulado.

Exigências Específicas para FINLÂNDIA, IRLANDA, MALTA e SUÉCIA:

– O Médico Veterinário deverá especificar o nome do produto e do fabricante, nº
do lote, a data e o horário da aplicação de um tratamento contra carrapatos e de
um tratamento contra Echinococcus sp. Os dados da clínica devem conter
endereço completo com CEP e telefone, além da clara identificação do
profissional, nome completo e nº. do CRMV.

Exigências Específicas para o REINO UNIDO:

– O passageiro deverá obter um import permit junto ao Consulado ou a
Embaixada. O órgão emissor é o DEFRA (Boarding Document e Red Label).
– A vacinação anti-rábica deverá ocorrer 30 dias antes do embarque e o exame
clínico poderá ser realizado até dez dias antes do embarque.
– É necessária quarentena no destino.
– O veterinário deverá especificar o nome do produto e do fabricante, nº do lote, a
data e o horário da aplicação de um tratamento contra carrapatos e de um
tratamento contra Echinococcus sp. Os dados da clínica devem conter endereço
completo com CEP e telefone, além da clara identificação do profissional, nome
completo e nº. do CRMV.

Exigências específicas para SUÉCIA:

– Desde 01/01/2012 a Suécia não mais exige quarentena no destino.

Atenção! A Suécia proíbe a entrada de animais agressivos

– Para maiores informações: http://www.sjv.se/

Exigências específicas para ESPANHA:

Atenção! A Espanha restringe a entrada de cães das raças: Pit Bull Terrier,
American Staffordshire Terrier, Rottweiller, Dogo Argentino, Fila Brasileiro, Tosa
Inu (Japanese Tosa) e Akita Inu.

Exigências específicas para PORTUGAL:

– Portugal restringe a entrada de cães das seguintes raças e seus cruzamentos:
Fila brasileiro; Dogue Argentino; Pit Bull Terrier; American Staffordshire Terrier;
Tosa Inu; Rottweiller e Staffordshire Bull Terrier.

Caso o proprietário ou criador destas raças desejem enviá-los a estes dois países
é solicitado que entrem em contato com o respectivo consulado para maiores
informações de como proceder.

Fonte de pesquisa:

*Ministério da Agricultura:

http://www.agricultura.gov.br/arq_editor/file/Aniamal/Animais%20de%20Companhia/Transporte%20Internacional/Uniao%20Europeia%2011_07_2012.pdf

*Jordbruksverket – Sweden:

http://www.sjv.se/swedishboardofagriculture/engelskasidor/animals/import/dogscatsandferrets/importfromnonlistedcountriesoutsideeu.4.295b2341134f64e5d6280001152.html

Por fim:

Caso seu animal viaje em sua companhia, ele será considerado apenas como uma bagagem extra, para isso você deverá consultar a sua companhia aérea para realizar a reserva antecipada para o seu animal, e verificar o valor da taxa de embarque. Mas preste a atencão para que a confirmacão antecipada seja realmente realizada pois a uma semana atrás, no dia 06 de agosto de 2012, a TAM, recusou o embarque da minha cadelinha Branca. A empresa ficou informando que a reserva seria confirmada, que eles entrariam em contato conosco por quase um mês e no momento do embarque nos informou que o mesmo não seria possível devido a uma incompatibilidade de carga e na última hora Branca teve que ficar no Brasil a cuidados de amigos já que a minha amiga Caroline que estava trazendo Branca para mim nõ teria condicões de extender a sua estadia, e eu não poderia pedir que ela ficasse no Brasil por mais tempo, uma vez que ela já havia extendido a data da viagem por duas semanas para que nós pudessemos embarcá-la. Pura falta de respeito da TAM!

Caso tenham a intencão de embarcar com animais procure companhia idôneas que respeite os animais e seus passageiros para que assim evitem transtornos de última hora. Caso contrário, seu animal deverá viajar desacompanhado, como carga, mas então os procedimentos serão um pouco diferenciados e o embarque deverá ser feito por uma companhia de carga.

No nosso caso, meu e da Branca, ela deverá embarcar aos cuidados da CargoLink no próximo sábado dia 18 de agosto de 2012, espero que desta vez tudo corra como planejado e que na segunda-feira eu possa tê-la aqui comigo.

No mais, mande seus relatos de sucesso com o embarque de seus anjinhos, seria bacana compartilhá-los e trocar experiências…

4 ideias sobre “Como trazer o seu cão ou gato para a União Européia

  1. Joana

    Oi! Encontrei o seu blog através do grupo de blogueiras no Facebook, e vim apenas deixar um "Olá!" :)Beijinhos de uma Portuguesa na Suécia

    Curtir

    Resposta
  2. Vânia

    Oi Karine!Também encontrei o seu blog através do grupo de blogueiras no FB. Eu e meu marido não tivemos sucesso em trazer nossa cachorra para cá, pois na época a Suécia exigia a quarentena. E quando estudamos com mais detalhes essa "quarentena" chegaria a quase 1 ano de confinamento do animal. Chegamos à conclusão que não seria bom para a nossa Maggie.Gostaria de saber se você conseguiu deu tudo certo trazer a "Branca".Beijos

    Curtir

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s