Coracão apertado…

É duro quando vemos nos jornais e tv sobre pessoas que consomem drogas. Sempre esperamos que este mal nunca nos afete, até que um belo dias eis que ele nos alcanca.

Há uns 18 anos atrás perdi meu primo Vander para esta maldicão. Sempre que vai se aproximando do mês de novembro (mês do seu aniversário) o meu coracão aperta, bate uma tristeza, uma saudade daquele moleque que cresceu e foi criado como um irmão, e hoje já não está mais aqui…

Lembro-me que nas férias sempre estávamos juntos, Marcelo (meu irmão mais velho), Vander e eu. Sempre que era planejado um passeio, minha mãe já sabia que tinha que contar com um filhote a mais… e era bom!!!

O bichinho era esperto, sabia conversar com a galera, era sempre o mais descolado entre os outros meninos da rua e todos os outros primos (que são muitos). Sempre tentava tirar sarro e vantagens dos outros…

Eis que um belo dia ele descobriu a maconha. Depois o pó, e assim por diante… Como uma cadeia sem fim, ele foi se envolvendo mais e mais até que passou a vender e a dever… e neste meio, dever dinheiro ou a vida não faz lá muita diferenca… e a cobranca chegou!!! Sem chance de defesa, foi assassinado para que pagasse a sua dívida junto aos fornecedores…

Lembro como se fosse hoje a dor de perder um irmão, mas ao mesmo tempo, era uma dor de alívio, uma dor já esperada… Não sei se estou sendo clara, mas para quem já passou por esta situacão sabe bem o alívio que é quando esta agonia enfim acaba… A família descanca… sofre sim, mas descanca…

Hoje esta dor, este aperto no peito, me acompanhou o dia todo… rezo para que ele encontre um bom lugar, ou até que no acerto de contas com Deus já tenha achado o seu caminho. Quem sabe até já esteja novamente no nosso meio seguindo a lei da reencarnacão. Sim, eu acredito em reencarnacão, vida além da morte e tudo o mais que nossa ignorância e inexperiência não consegue explicar.

Enfim, que Deus o tenha em bom lugar…

Saudades primo querido!
image

Da esquerda para a direita: Eu, Marcelo e Vander.

image

Da esquerda para a direita: Marcelo, Vander e eu. Ao fundo o Pão de Açúcar (1985)

2 ideias sobre “Coracão apertado…

  1. Vânia

    Oi Ka!
    Que triste esse relato. Eu não tive esse caso na minha família, mas aconteceu com um vizinho meu quando morava em sampa. O cara se envolveu com drogas e um dia a cobrança veio. Foi assassinado na porta de casa. Foi muito triste, porque era uma pessoa muito querida e acredite… confiável. O irmão dele foi no mesmo caminho e todos que ainda continuam morando no bairro estão esperando pelo pior.
    Força para você.
    Beijos!

    Curtir

    Resposta
    1. karinebackman Autor do post

      Obrigada Vania, não é fácil mesmo a situação e o final é quase sempre o mesmo…

      O pessoal acha que este é um problema apenas do Brasil, mas estão enganados. Tem muita droga neste reino também, é um buraco sem tamanho… 😥

      Curtir

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s