Suécia recusa olimpíadas de 2022

Todos nós que vivemos aqui na Suécia sabemos que o país é um excelente lugar para se morar e criar nossos filhos devido à seguraca e qualidade de vida que proporciona aos seus cidadãos. Sabemos também que aqui está longe de ser esta maravilha toda que sonhamos e que todos que não conhecem acreditam, mas na verdade, é um país muito organizado onde o governo realmente funciona e os índices de corrupcão são baixíssimos. Em vista disto, não é de se estranhar que este tipo de decisão tenha sido tomada, afinal, ao contrário do que afirmou Ronaldo e Pelé (O rei dos idiotas) um país se faz sim com hospitais públicos e escolas e não com estádios e campos de futebol onde somente a FIFA, COI e todas as outras siglas e multinacionais enriquecem enquanto a populacão padece em filas medonhas e infindáveis itas vezes tendo que pernoitar no frio do asfalto a espera de um número de atendimento médico ou uma vaga nas escolas.

Esta notícia abaixo, foi divulgada pela revista EXAME em 21/01/2014 e é bem interessante de ser lida:

Suécia recusa Jogos de 2022 para não usar dinheiro público

Por: Guilherme Dearo.

Estocolmo, na Suécia, decidiu acabar de vez com a possibilidade de ser sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.

Em votação entre os partidos políticos na semana passada, com apoio até do prefeito da cidade, os suecos optaram por não se candidatar à disputa para receber o evento.

Os argumentos? A cidade tem prioridades mais importantes, a conta para organizar os jogos seria alta demais e um eventual prejuízo teria de ser coberto com dinheiro público.

Para os partidos, aceitar os jogos seriam “especular com o dinheiro do contribuinte”. O primeiro-ministro Fredrik Reinfeldt também se mostrou contra.

“Não posso recomendar à Assembleia Municipal que dê prioridade à realização de um evento olímpico. Temos outras necessidades, como a construção de mais moradias”, disse o prefeito Sten Nordin, em declarações publicadas pelo jornal Dagens Nyheter e reproduzidas pela BBC.

No jornal Dagens Nyheter, o secretário municipal de Meio Ambiente de Estocolmo, Per Ankersjö, escreveu um artigo defendendo a decisão.

“Os cidadãos que pagam impostos exigem de seus políticos mais do que previsões otimistas e boas intuições [sobre o orçamento]. Não é possível conciliar um projeto de sediar os Jogos Olímpicos com as prioridades de Estocolmo em termos de habitação, desenvolvimento e providência social”, disse.

A cidade tinha apresentado seu plano em novembro de 2013. Em fevereiro, a cidade russa de Sochi receberá os jogos desse ano. Os de 2018 será em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Riksdagshuset - Parlamento sueco situado em Estocolmo.

Riksdagshuset – Parlamento sueco situado em Estocolmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s