As histórias que só a Globo conta pra você!

Este mês de dezembro, para todas nós blogueiras que escrevemos sobre a vida do lado de cá da geleira tem sido uma loucura. Pelo menos para mim. O excesso de procura por informações sobre a Suécia tem feito com que a visualização do blog desse uma disparada daquelas, e tudo isso graças ao Globo Repórter exibido no dia 05/12/14 sobre a bela e fria Suécia.

Atenção: Se você não assistiu, e não sabe do que estou falando, dê um pause na leitura neste exato momento, assista ao vídeo neste link aqui e depois siga em frente, ok?

Já assistiu ao vídeo? Então vamos lá!

A Suécia é realmente um país lindo de se ver e se viver, mas nem tudo são flores. A reportagem apresenta um país que só existe no verão. Eu digo só, porquê dificilmente alguém que chega por estas bandas no periodo sombrio do inverno verá a Suécia com os mesmos olhos de alguém que por aqui chega quando o sol está à pino. Isso sem falar que o verão sueco tem duração máxima de 1 à 2 semanas, e olhe lá. Aquele calor de 38 graus que a Gloria Maria falou aconteceu à tipo uns 10 anos atrás. A temperatura média do verão sueco durante àquelas 2 semanas gira em torno de 28 graus e olhe lá.

Tirando o verão, o sol, a beleza sueca e tudo o mais, o que foi esquecido de comentar é que aquela matéria foi baseada em Estocolmo, capital da Suécia, e nem tudo o que acontece ou foi mostrado na matéria reflete a realidade do país. Bairro ecológicamente planejado, bolsão de automóveis e sobreviver à base de artesanato… isso não é bem assim…

O sistema de ônibus e metrô realmente funciona bem por estas bandas fazendo com que dê para se viver bem sem carros, desde que você more em uma cidade de porte relativamente grande como Malmö, Gotemburgo ou a capital Estocolmo. Aqui em Lidköping onde moro, por exemplo, o ônibus passa 2 vezes por hora de segunda à sexta-feira até às 19:00hs. Aos sábados até às 14:00hs e domingo nem busão tem. Fora deste horários você tem a saudável opção de ir à pé ou de bike. Táxi também é uma opção, porém é uma das tarífas mais caras da Europa.

Os trens entre as cidades também funcionam bem, cumprindo os horários na maioria das vezes, desde que não neve. Parece piada, mas em um país que neva todos os invernos o sistema não é preparado para suportar o frio e simplesmente para de funcionar deixando os usuários na mão. Acreditem, eu não estou exagerando.

O custo de vida na Suécia é caríssimo, logo esse negócio de fazer pulserinhas de artesanato no verão e viajar para o Brasil no inverno é piada. Com certeza aquela moça e o marido devem ter um segundo emprego para segurar as pontas ou não conseguem ganhar para pagar o aluguél quiça passar o inverno no Brasil todos os anos. Então, se esta era sua idéia, me desculpe mas arrume logo um plano B.

Outra coisa que achei interessante foi sobre como os suecos mantém suas tradições como foi mostrado como aquele festival viking. Na verdade, Viking Games dura apenas uma semana, e a galera se veste daquela forma por ser temático. Os suecos mantem suas tradições com datas mais específicas como o Midsommar, Lucia, e todos os dias de comida que são celebrados durante o ano, por exemplo.

A natureza por estas bandas é realmente deslumbrante. O número de ilhas e lagos que formam este país dão um charme a mais e fazem com que no verão a galera realmente fique tostando pelos parques e gramados país à fora. A vida ao ar livre nesta época do ano torna-se obrigatória, com a facilidade de o sol durar muitas horas à mais.

Partindo para o lado social e econômico da coisa, o que o programa mostra em relacão às escolas serem gratuitas para todas as criancas do maternal à universidade também é verdade, porém, com a ressalva de que os pais pagam uma taxa que varia de acordo com o salário para as crianças ficarem no daggis (local após a escola para onde as crianças vão esperar pelos pais chegarem do trabalho). As crianças, filhas de pais estrangeiros, também tem direito à aulas da língua “materna/paterna” gratuitamente.

A licença maternidade remunerada de 14 meses (Föräldraledighet) também existe e deve ser dividida entre os pais igualmente ou como eles acharem melhor. Pelo menos por enquanto, pois há uma proposta onde estes dias devem ser divididos igualmente sem a chance de que os pais escolham o que melhor os convém à família.

O que eles esqueceram de mencionar é que a Suécia também está sofrendo com a crise financeira que vem abalando o mundo já faz algum tempo, o que fez com que o índice de desempredo chegasse a casa dos 8,5%. Soma-se isso ao número de estrangeiros e asilados que o país vem recebendo diariamente, e o número de jovens que chegam a idade adulta faz com que o problema de desemprego seja uma realidade nada agradável. Esta questão inclusive foi um dos pontos mais discutidos durante os debates na última eleição.

Já ía me esquecendo de um ponto crucial, a escuridão! O verão é lindo como vocês viram, mas o inverno sueco é complicado. São em média 8 meses por ano de dias frios e curtos. Agora, por exemplo, o sol dá as caras por volta das 9 da manhã e às 3 da tarde já é noite. Isso abala e muito o psicológico das pessoas ao ponto de o número de suicídio por estas bandas aumentarem bastante durante esta época do ano. O número de pessoas com problemas com o álcool também é enorme já que além do problema da escuridão o povo sueco tende a viver muito isolado a bebida torna-se uma parceira fatal para a população. Aqui segue um link para quem quiser dar uma conferida em uma pesquisa realizada pelo Karolinka Institutet sobre o assunto.

2014-12-10 14.47.16

Bem, era mais ou menos isso o que eu tinha para dividir com vocês agora, depois eu volto com mais um bate papo sobre a bela e fria Suécia.

Kram och puss, hej då 🙂

 

4 ideias sobre “As histórias que só a Globo conta pra você!

  1. Nara

    super assino embaixo, K!!!Texto super esclarecedor e tenho pra mim que cairá como um balde de água fria para muitos,Enfim, o buraco é bem mais embaixo!!um beijooo!

    Curtir

    Resposta
  2. SiL

    Oi Karine,
    Já comentei em outro blog, e vou tentar não me repetir.
    Moro em outro país da Europa e vi a reportagem.
    Não mudo o q escrevi.
    Pergunto-me qual foi o objetivo da matéria. Apenas para turismo? Incentivar a emigração? Mostrar alguns exemplos a serem seguidos no Brasil? Simplesmente fazer acreditar q papai noel existe?
    Achei a reportagem uma pincelada rápida sobre a Suécia sem mostrar os pontos negativos. Um perigo para quem acredita em tudo e acha q sua vida é péssima no Brasil. Falou-se no frio, mas não se mostrou. Houve uma brasileira q vive há 7 anos q disse tirar o frio de letra com roupas. Tudo mto superficial sem entrar nos detalhes, os pequenos grandes detalhes.
    As partes piores para mim foi qdo ela comprou o kiwi com muita naturalidade, e não falou q muitas frutas são compradas à unidade e caras! Nem chegou perto da secção de carnes do supermercado. E a outra foi o casal q vive de artesanato em feiras. Alguém acredita?
    Eles vivem há muitos anos, talvez já sejam reformados. Não dá para viver e muito menos viajar com frequência ao Brasil.
    Ahhh outra coisa foi aquela horta q pagam por tão pouco tempo de utlização, devido ao longo tempo de frio, se ainda estivessem em estufas.
    Quase todo o tempo falava-se na Suécia, qdo era Estocolmo. E pouco se mostrou da realidade diária de Estocolmo onde há pedintes e inúmeros asilados, refugiados.
    Um dos seus símbolos nacionais vendido aos chineses, enfim.

    Curtir

    Resposta
  3. karinebackman Autor do post

    Sil, eu concordo com o seu ponto de vista, na verdade partilhamos das mesmas idéias. Estou preparando um outro texto tentando mostrar o outro lado.
    Obrigada pelo feed back! 😉

    Curtir

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s