Arquivo da tag: Música

Um chá com Edith Piaf

2015-03-14 18.44.05

Na sexta passada, dia 6, estive na Svenska Kyrkan aqui em Lidköping para comprar bilhetes para um concerto que acontecerá amanhã na Nicolaikyrkan. Enquanto aguardava a recepcionista que estava ao telefone me atender, ouvi em sua conversa que uma outra pessoa, responsável pelo local, estaria na Igreja no show de Edith Piaf.

Sei bem que Edith Piaf faleceu há muitos anos, bem antes mesmo que esta que vos escreve nascer, por isso sei que qualquer concerto em sua homenagem à ela não pode ser feito por qualquer principiante inexperiente. Quando a atendente desligou o telefone, eu me desculpei por ter ouvido sua conversa,  e perguntei se era algum evento que estaria acontecendo na igreja e se eu poderia assistir. Ela disse que sim, porém, não seria na igreja e sim no salão paroquial, do outro lado da praça, e que começaria em alguns instantes. Se eu quisesse assistir não teria problema algum, mas o bilhete custaria 100kr. Paguei pelo bilhete e pelos outros que fui buscar para o concerto e me apressei…

Chegando em Nicolaigården que eu fui olhar no bilhete, e descobri que além do concerto, seria servido também um fika (afinal, estou na Suécia, e fika é mais do que um tradicão, é um ritual). Era quase uma reunião da terceira idade sueca, mas com uma atmosfera muito agradável. Degustei alguns muffins deliciosos e muito chá enquanto aguardava a apresentacão. Fiz, inclusive, alguns amigos 😉

edith-piaf32933

Logo à seguir, foram apresentadas a cantora Ida Andersson, e a pianista Annika
Pålsson, que seriam responsáveis por uma apresentacão impecável juntamente com uma narrativa sobre a vida de Edith. Uma espécie de time-line entre fatos da vida e músicas que representavam o momento em questão. Tudo delicadamente preparado e apresentado para o nosso deleite. Ida Andersson, embora pequena é dona de uma voz incrível, com uma entonacão que muitas vezes aproximava-se da voz de Piaf a ponto que fechando os olhos dava para imaginá-la alí.

Enfim, foi um happy hour inesperado, mas muito prazeroso, que espero repetir muitas vezes. Afinal, nada acontece por estas bandas. Quando acontece, geralmente eu estou escalada e trabalhando. Creio que assim como eu, deva ter mais pessoas que apreciem uma boa música, e conheça a obra de um dos maiores ícones de todos os tempos.

Sobre Édith Piaf

Édith Giovanna Gassion, (Paris, 19 de dezembro de 1915 — Plascassier, 11 de outubro de 1963), ou simplesmente, Édith Piaf foi uma cantora francesa de música de salão e variedades, mas foi reconhecida internacionalmente pelo seu talento no estilo francês da chanson.

O seu canto expressava claramente sua trágica história de vida. Entre seus maiores sucessos estão “La vie en rose” (1946), “Hymne à l’amour” (1949), “Milord” (1959), “Non, je ne regrette rien” (1960). Participou de peças teatrais e filmes. Em junho de 2007 foi lançado um filme biográfico sobre ela, chegando ao cinemas brasileiros em agosto do mesmo ano com o título “Piaf – Um Hino Ao Amor” (originalmente “La Môme”, em inglês “La Vie En Rose”), direção de Olivier Dahan.

Édith Piaf está sepultada na mais célebre necrópole parisiense, o cemitério do Père-Lachaise. Seu funeral foi acompanhado por uma multidão poucas vezes vista na capital francesa. Hoje, o seu túmulo é um dos mais visitados por turistas do mundo inteiro.

Leia meia sobre a vida de Piaf aqui

Espero que tenham gostado. Vi ses! 🙂

Qual é a música?

Se tem uma música que não me sai da cabeça ultimamente é “When I Was Your Man – Bruno Mars. A letra é linda e a música então me faz suspirar à cada vez que eu a escuto. Não sei se ando apaixonada mas, o talento e a voz deste cantor me impressionam sempre.

Para quem não conhece esta música, aí vai o vídeo e a letra para apreciarem. espero que gostem assim como eu!

When I Was Your Man

Letra: Bruno Mars, Philip Lawrence, Ari Levine e Andrew Wyatt.

Same bed, but it feels just a little bit bigger now
Our song on the radio, but it don’t sound the same
When our friends talk about you
All that it does is just tear me down
Cause my heart breaks a little
When I hear your name
And all just sounds like ooh, ooh, ooh, ooh, ooh

Too young, too dumb to realize
That I should’ve bought you flowers and held your hand
Should’ve give you all my hours when I had the chance
Take you to every party
Cause all you wanted to do was dance
Now my baby is dancing, but she’s dancing
With another man

My pride, my ego
My needs and my selfish ways
Caused a good strong woman like you
To walk out my life
Now I never, never get to clean up
The mess I made
And it haunts me every time I close my eyes
It all just sounds like ooh, ooh, ooh, ooh, ooh

Too young, too dumb to realize
That I should’ve bought you flowers and held your hand
Should’ve give you all my hours when I had the chance
Take you to every party
Cause all you wanted to do was dance
Now my baby is dancing, but she’s dancing
With another man

Although it hurts
I’ll be the first to say that I was wrong
Oh, I know I’m probably much too late
To try and apologize for my mistakes
But I just want you to know
I hope he buys you flowers, I hope he holds your hand
Give you all his hours when he has the chance
Take you to every party cause I remember
How much you loved to dance
Do all the things I should’ve done
When I was your man

Do all the things I should’ve done
When I was your man

Quando estava fussando o Youtube.com a procura do vídeo, encontrei também esta belíssima versão de uma galerinha cover show chamada FifthHarmony, dá uma olhada!

 

 

E por falar em música… :/

E por falar em música, acabei de ler a notícia publicada pelo site SVT.se em que o pseudo-cantor Justin Bieber foi preso esta manhã em Miami quando participava de um racha, dirigindo a aproximadamente 100 km/h em um bairro residencial após ter consumido uma mistura de álcool, maconha e remédios.

Esta não foi a primeira vez em que Justin teve problemas com a polícia, além das cagadas que eles cometeu no Brasil, na semana passada ele causou problemas ao seu visinho atirando ovos na casa.

Abaixo seguem imagens do cantor gentilmente cedidas pela Irmã Zuleide:

Beijinho no ombro!

Sabe uma coisa que eu adoro? Música. Eu sempre tenho que ter algo bacana para ouvir quando estou dirigindo, limpando a casa, fazendo comida ou simplesmente fazendo nadinha de nada!!! E eu ouço praticamente de tudo, tudo mesmo: samba, forró, brega, clássica, mpb, rock e até mesmo um bom funk! Eu fico louca com as pessoas que dizem que funk é coisa de bandido e maconheiro aos quatro cantos mas quando está só bem que gostam de mexer a bundinha, assume vai! Diz que tu gosta da Tati Quebra Barraco! Eu gosto!

Eu admito que existem funks que nunca deveriam ter sido gravados, assim como MCs que nunca deveriam ter sequer nascido, mas não podemos generalizar, existe também a galerinha bacana, e Claudinho e Buchecha, Mc Marcinho, Mc Leozinho, fazem um som muito gostoso, principalmente quando se pega a estrada num dia de sol. Não há nada melhor para levantar o astral numa manhã em que a cama te dá uma chave de fofura e você tem que lutar para ir ao trabalho. Solução? Dj Marlboro! Amo!!!  (espero não ter perdido boa parte dos meus leitores agora 😉 )

Na parte da tarde à caminho de casa, já tem um clima diferente… sertanejo! Putz, ouvir Bruno e Marrone dá uma saudade de casa e dos meus amigos lá de Paulínia… Nossa, só de lembrar os finais de semana prolongados pelos feriados, à caminho da praia de Caraguá naquele puta engarrafemento e a galera no carro cantando: “Seu guarda eu não sou vagabundo, eu não sou delinquente, sou um cara carente, eu dormi na praça  pensando nela a, a, ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!” ai, ui… e a caminho do Rodeio de Jaguariúna… ok, vou parar por aqui ou vou chorar 😦

Outro estilo que eu adoro, principalmente no verão é um bom pagodinho ou um sambinha para alegrar o churrasco  com uma cervejinha gelada rodeada dos amigos… aí eu olho pro lado de fora da janela neste momento, e a neve está lá com toda a sua força!

Quando vai chagando fevereiro e bate aquela vontade de ir ao Pelourinho com meu pai, descer até a Cidade Baixa e ver todos aqueles trios tocando um bom Axé… Ivete, Asa, Chiclete, Olodum, Ilê Aiê… show!!! Mas eu não somente ouço músicas de gosto duvidoso, adoro MPB. Caetano, Gil, Bethânia, Gal, Ana Carolina, Seu Jorge, Marisa Monte e na boa, que atire a primeira pedra quem não concordar porém, Roberto Carlos com suas mulheres baixinhas, gordinhas, de óculos e sei lá mais o quê para mim não tem graça alguma, eu não gosto e ponto!

Outro dia quando estava navegando pelo Youtube, achei um vídeo com uma mistura muito bacana de dois gêneros que nem de longe se completam mas que funcionou totalmente e eu quero compartilhar com aqueles que curtem trabalhos bem bolados. Se alguém souber quem é este artista e onde este vídeo foi gravado por favor me avise, adoraria encontrar um meio de parabenizar esta pessoa tão talentosa, ok?