Arquivo da tag: Suécia

JUSTIÇA SUECA PRORROGA POR MAIS 15 DIAS PRISÃO DE BRASILEIRA

Então gente, sei que ando um pouco sumida, mas gostaria de compartilhar com você uma notícia vinda direto das terras geladas para alertar àquelas pessoas que sonham em imigrar para a Suécia, ou para qualquer outro país, que tomem todos os cuidados do mundo para que o sonho não se torne uma roubada.

Esta é uma situação um pouco extremada, mas cada país tem a sua lei independente da nossa vontade, e este foi apenas um caso mostrado. Quem sabe quantos mais existam por aí e nós não temos conhecimento algum? Por isso meus amigos, todo o cuidado é pouco.

Príncipes encantados talvez existam, porém, a probabilidade de engolirmos os sapos é infinitamente maior. Propostas de empregos tentadoras também estão espalhadas em todos os lugares, com salários inimagináveis mesmo exigindo quase nenhuma qualificação. Para quê viver no Brasil se posso ter um futuro dígno na Europa ou no Oriente Médio? Boa pergunta, mas vale pequisar bastante e pensar duas vezes antes de deixar o conforto e a segurança do seu lar por uma armadilha. Muitos são os casos de prostituicão e cárcere privado de pessoas. Existem ainda os casos de pessoas que são aliciadas e desaparecem, por culpa dos traficantes de órgãos.

Claro que não quero dizer que o fato de imigrar e tentar a sorte em um outro lugar irá necessáriamente te colocar em maus bocados, mas necessáriamente não te levará ao paraíso. Espero que entendam o meu ponto de vista. Faço esta colocação baseada na quantidade de pessoas que entram em contato comigo aqui pelo blog ou pelo Facebook querendo saber sobre a maravilha que é morar na Suécia. Sobre a facilidade de encontrar emprego e até mesmo um/a viking para chamar de seu/sua.

Esta matéria foi originalmente divulgada no site Revista Época Negócios, em 29/05/2015. Veja aqui a matéria original.

Por: Marcela Bourrou

A brasileira Roberta Santalucia, que está presa na Suécia, deve ficar detida por pelo menos mais 15 dias. A Justiça sueca de primeira instância decidiu prorrogar, nesta sexta-feira (29/05), a prisão de Roberta, por considerar que há risco de fuga caso ela seja colocada em liberdade, segundo o embaixador do Brasil no país, Marcos Gama.

Roberta chegou à Suécia no dia 15 de maio com seu filho Lucas, de 10 anos e foi detida logo depois. Eles viajaram ao país por causa de uma disputa judicial pela guarda da criança. Lucas é fruto da relação de Roberta com o dinamarquês Soren Aagesen, que mora na cidade sueca de Malmö. Ela e o pai da criança estão separados há mais de oito anos e, desde então, Roberta vive no Brasil com Lucas. Porém, o pai brigava na Justiça pela guarda do menino. Lucas está com o pai desde que sua mãe foi presa.

O embaixador brasileiro afirmou que atualmente Roberta pode se comunicar apenas com o advogado que a está representando na Suécia, com ele e com o vice-cônsul. Ela não tem notícias sobre o filho nem pode manter contato com outros familiares. Lucas só fala português, língua que o pai não fala. Ele tem Síndrome de Asperger, transtorno relacionado ao autismo.

Para chamar atenção para o caso, Roberta está há quatro dias em greve de fome.

“Ela veio para a Suécia para apoiar o filho nesse processo. Estamos muito preocupados”, afirmou Gama. “A criança está em situação de extrema vulnerabilidade. O pai está cooperando pouco”, diz o embaixador. Após muita insistência, Soren concordou em receber um representante da embaixada brasileira. O vice-cônsul tinha um encontro com pai e filho marcado para esta sexta-feira (29).

O processo

No início deste mês, a 11ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3º Região decidiu, por unanimidade, que Lucas deveria voltar para o país onde morava na época da separação. Isso porque, segundo a Convenção de Haia, quem deve decidir sobre a guarda do menino é a Justiça do país onde a criança residia na época da separação. “A questão aí é quem decide sobre a guarda da criança. O domicílio dele era a Suécia, então o poder Judiciário competente para decidir é o sueco”, afirmou a desembargadora Maria Cecília Mello, que participou da decisão. O caso, segundo Cecília, é muito parecido com o do menino Sean Goldman. Segundo a Justiça brasileira, Roberta teria tirado o filho ilegalmente de sua casa.

Roberta viajou como acompanhante de Lucas no dia 13 de maio por vontade própria – a decisão exigia que apenas o menino embarcasse para a Suécia. Com Lucas tem Síndrome de Asperger, transtorno relacionado ao autismo, a mãe considerou que ele não tinha condições de viajar sozinho.

Suas passagens foram pagas pelo pai da criança, que também estava no avião que os levou para Estocolmo. De Estocolmo, eles pegaram um trem para Malmö. Ela foi presa logo depois de desembarcar.

Segundo a desembargadora Maria Cecília, as autoridades suecas haviam enviado um ofício afirmando que não existia ordem de prisão pendente contra Roberta no país escandinavo. De acordo com o embaixador Marcos Gama, o documento de 2013 garantia que ela não corria o risco de ser detida, apesar de estar sob investigação.

Segundo a embaixada da Suécia no Brasil, as autoridades do país nunca forneceram nenhuma garantia a respeito de procedimentos criminais. “Escritórios do governo sueco não têm influência sobre órgãos judiciais”, diz o comunicado.

Ainda de acordo com a embaixada, a prisão de Roberta foi motivada pela acusação de que ela  teria cometido sequestro ao levar Lucas para o Brasil em 2008. Na época, os dois moravam em Malmö com o pai da criança. “O sequestro de crianças é considerado crime grave na Suécia. As autoridades brasileiras foram informadas de que uma investigação preliminar sobre a suspeita que pesava sobre a mãe estava em curso”, diz o posicionamento. “Logo depois de a mãe vir para a Suécia ela foi questionada em matéria penal e passou a ser representada por um advogado de defesa. A corte depois decidiu deter a mãe por suspeita de conduta arbitrária agravada relativa a uma criança. A mãe está atualmente em custódia”.

O caso ganhou repercussão nesta quinta-feira (28/05), após o secretário de Direito Humanos e Cidadania de São Paulo, Eduardo Suplicy, colocar em seu Facebook uma carta de Roberta endereçada à presidente Dilma Rousseff.

Na carta, Roberta diz que possui a guarda da criança desde abril de 2008. Ela também afirma que não tem notícias do menino desde 15 de maio. Ele estaria na casa do pai, na cidade de Malmö. No texto, ela diz que o filho se comunica somente em português e não tem dupla cidadania. “Eu fui tratada como uma criminosa”, escreveu.

Gama afirmou ainda que a embaixada brasileira do país só tomou conhecimento do caso após a prisão de Roberta. “Se soubéssemos que ela viria para cá, estaríamos com um funcionário no aeroporto de Estocolmo”, disse. Com a prorrogação da detenção, a estratégia da defesa a partir de agora deve ser levar o caso para instâncias superiores da Justiça sueca. “Ela é uma mãe, uma cidadã brasileira, tentando proteger um cidadão brasileiro”, afirmou o embaixador.

Trajetória

O advogado Mauricio Macedo, atual marido de Roberta, disse que acionou a embaixada do Brasil na Suécia após Roberta parar de dar notícias durante a viagem. Até sua prisão, ela mandava mensagens com frequência para informar o que estava acontecendo. Macedo diz que se considera o pai afetivo de Lucas. “A referência que ele tem de pai sou eu”. Ele também afirma que Soren nunca propôs nenhum acordo para resolver a questão da guarda da criança.

Macedo conta que Roberta engravidou há dez anos, quando passava as férias na Dinamarca. Ela voltou para o Brasil e teve Lucas aqui. Depois, Soren veio ao país para visitar a criança e registrá-la em seu nome. Meses depois, os três passaram a morar juntos em Malmö e Roberta se casou com Soren. O dinamarquês teria prometido a ela que permitiria que ela voltasse para o Brasil com o filho. Sem ver a promessa se concretizar, segundo Macedo, Roberta procurou a embaixada brasileira na Dinamarca e conseguiu voltar para o país com Lucas.

De acordo com Macedo, Lucas viu o pai biológico apenas duas vezes nos últimos oito anos.

Dilma foi acionada

Eduardo Suplicy enviou uma mensagem para a presidente Dilma Rousseff sobre o caso. “Tenho a convicção que, ao ler a carta da senhora Roberta, que tem dedicado todos os momentos de sua vida e suas energias para cuidar do bem estar de seu querido filho Lucas, de 10 anos, autista, Vossa Excelência tomará as medidas necessárias junto às autoridades suecas para que, de pronto, possa Roberta estar junto ao seu filho”, diz o ex-senador no texto encaminhado para a presidente, junto com a carta de Roberta. Em entrevista à Época NEGÓCIOS no final da tarde desta quinta-feira (28), Suplicy afirmou ainda não ter recebido uma resposta oficial da presidente.

Curiosidades da língua sueca #1

Semana retrasada o jornal The Local publicou uma matéria super interessante e engraçada sobre um jeito estranho dos suecos pronunciarem o ja/sim/yes.

O lance é que os suecos são cheios de fazer sons estranhos quando estão conversando, e pior ainda quando estão calados e sem assunto. Não tem como explicar, isto é uma experiência que tem que ser vivida para entender o drama. Meu amigo Aguinaldo que o diga… morria de rir todas as vezes que ouvia minha família conversado.

Enfim, segue o vídeo da matéria (infelizmente está em inglês) para vocês entenderem um pouquinho da luta que nós que chegamos por estas bandas temos que travar para aprender este idioma tão estranho e ainda assim acreditar que é possível!

O que vocês acharam? Engraçado, não?

Que ler a matéria original do The Local? Clique aqui

Vi ses 😉

Trabalhar na Suécia

Eu tenho recebido várias perguntas de meninas que sonham em vim para a Suécia a respeito das possibilidades de emprego por aqui. O curioso é que muitas delas não tem uma formação universitária – assim como eu – e nenhuma idéia do que querem fazer por estas bandas, mas querem saber quanto irão ganhar.

Como disse, não tenho nenhum curso universitário completo – tranquei a facul por falta de grana – mas tenho experiência de trabalhos anteriores no Brasil. Tenho alguns cursos profissionalizantes que participei e me qualifiquei para um possível plano B (manicure, depilação, massagem Shiatsu e solda Tig/elétrica), fiz também por alguns anos um curso de inglês e ensaiei um namoro com a língua sueca. Tudo isso parece um pouco demasiado ou louco, mas na verdade é apenas uma parte do “meu” processo de prepareção antes da mudança definitiva.

O que eu quero frisar, é que mesmo com todos os meus planos e cursos – assim como se eu tivesse terminado minha facul de administracão – isso não significa que consegui um emprego no momento que cheguei aqui. Eu, assim como muitas pessoas que eu conheço, estou na luta já há 4 anos e ainda não consegui o emprego que eu tanto sonho. Tenho um emprego sim, mas é de köksbiträde (assistente de cozinha) em um hotel já fazem 3 anos e uns quebrados, não por ter uma carinha linda ou ótimo currículo, mas porquê tive um QI (famoso Quem Indica). Minha sogra é a gerente do local e me arrumou o emprego temporário que virou permanente pelo meu esforço.

Engraçado é que quando eu falo para a minha família e amigos no Brasil sobre o meu trabalho, o povo fica horrorizado, chocado e fofocas e risadinhas correm solta. Como pode sair do Brasil para lavar louça na Europa??? Aqui na Suécia não tem isso, este tipo de classismo ridículo, köksbiträde é um emprego digno como outro qualquer e paga minhas contas muito bem e ainda sobra. Para se ter uma idéia, eu não trabalho no meio de um monte de imigrante que não tiveram outra oportunidade e acabaram na cozinha, na verdade eu sou a única invandrare (imigrante) em toda a empresa. E o pessoal adora ter a chance de conhecer um pouco mais sobre a nossa cultura e culinária, o que faz com que às vezes eu tenha a chance de preparar algumas delícias como uma feijoada para 50 pessoas, quindins, coxinhas, e outras coisas bem tradicionais da nossa cozinha para a suecada.

Outra coisa fundamental é que não muito tempo atrás, empregos como cozinheiro, garçom, faxineiro ou trabalhos na linha de montagem das fábricas eram exclusivamente para pessoas que como eu chegam de fora sem nenhum conhecimento, ou experiência no país e ocupavam estas vagas. Hoje a realidade mudou, e estas vagas tem sido disputadas também pela suecada, principalmente jovens que estão saindo dos ginásios à procura de um lugar ao sol. Sem falar que como já havia citado antes, não há nenhum tipo de diferenciação entre um trabalhador de escritório com os operários das fábricas e hotelaria, não exite preconceito quanto à sua profissão. Nos ginásios já existem cursos voltados para estas áreas. Cursos como: servitör (garçon), målare (pintor), elektriker (eletricista), byggare (carpinteiro), e barn och frittid (recreação) são alguns dos cursos mais comuns aqui na Suécia e são bem disputados, pois os alunos já saem preparados para o mercado de trabalho.

Então, prepare-se! Se tem a intenção de morar na Suécia já venha com o espírito da batalha preparado pois o mercado não está fácil e emprego não está sobrando para todos os que querem trabalhar. Entenda que ao chegar em terras suecas, o primeiro passo é aprender a língua. Eu não digo aprender o “de buqui is om the teibow”, mas realmente aprender a se comunicar em sueco, pois embora o inglês seja considerado uma segunda língua, você não pode morar aqui pensando apenas em “se virar” em inglês. Primeiro: porquê se você for trabalhar com pessoas mais idosas as mesmas não falam inglês como os jovens que estão saindo da escola, e segundo: porquê é uma falta de respeito com as pessoas do país que o estão acolhendo, que você não se esforce o mínimo para falar a língua local. Ninguém é obrigado a te entender por você ser de um país deferente com um idioma estranho, mas você é “obrigado” a se fazer entender, entendeu????

Quer saber mais sobre o mercado de trabalho sueco, leia (aqui)(aqui)

Suécia recusa olimpíadas de 2022

Todos nós que vivemos aqui na Suécia sabemos que o país é um excelente lugar para se morar e criar nossos filhos devido à seguraca e qualidade de vida que proporciona aos seus cidadãos. Sabemos também que aqui está longe de ser esta maravilha toda que sonhamos e que todos que não conhecem acreditam, mas na verdade, é um país muito organizado onde o governo realmente funciona e os índices de corrupcão são baixíssimos. Em vista disto, não é de se estranhar que este tipo de decisão tenha sido tomada, afinal, ao contrário do que afirmou Ronaldo e Pelé (O rei dos idiotas) um país se faz sim com hospitais públicos e escolas e não com estádios e campos de futebol onde somente a FIFA, COI e todas as outras siglas e multinacionais enriquecem enquanto a populacão padece em filas medonhas e infindáveis itas vezes tendo que pernoitar no frio do asfalto a espera de um número de atendimento médico ou uma vaga nas escolas.

Esta notícia abaixo, foi divulgada pela revista EXAME em 21/01/2014 e é bem interessante de ser lida:

Suécia recusa Jogos de 2022 para não usar dinheiro público

Por: Guilherme Dearo.

Estocolmo, na Suécia, decidiu acabar de vez com a possibilidade de ser sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.

Em votação entre os partidos políticos na semana passada, com apoio até do prefeito da cidade, os suecos optaram por não se candidatar à disputa para receber o evento.

Os argumentos? A cidade tem prioridades mais importantes, a conta para organizar os jogos seria alta demais e um eventual prejuízo teria de ser coberto com dinheiro público.

Para os partidos, aceitar os jogos seriam “especular com o dinheiro do contribuinte”. O primeiro-ministro Fredrik Reinfeldt também se mostrou contra.

“Não posso recomendar à Assembleia Municipal que dê prioridade à realização de um evento olímpico. Temos outras necessidades, como a construção de mais moradias”, disse o prefeito Sten Nordin, em declarações publicadas pelo jornal Dagens Nyheter e reproduzidas pela BBC.

No jornal Dagens Nyheter, o secretário municipal de Meio Ambiente de Estocolmo, Per Ankersjö, escreveu um artigo defendendo a decisão.

“Os cidadãos que pagam impostos exigem de seus políticos mais do que previsões otimistas e boas intuições [sobre o orçamento]. Não é possível conciliar um projeto de sediar os Jogos Olímpicos com as prioridades de Estocolmo em termos de habitação, desenvolvimento e providência social”, disse.

A cidade tinha apresentado seu plano em novembro de 2013. Em fevereiro, a cidade russa de Sochi receberá os jogos desse ano. Os de 2018 será em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Riksdagshuset - Parlamento sueco situado em Estocolmo.

Riksdagshuset – Parlamento sueco situado em Estocolmo.

A beleza da neve

Para quem nunca viu a neve, apenas ouviu falar do frio que faz no hemisfério norte não faz idéia de quão perfeito e belo é um simples e frágil floco de neve. Eu não quis diminuir o tamanho das fotos para facilitar a visualização desta belezura, ok? Então prepare para cenas de uma beleza única!

Cada floquinho tem um desenho delicado

Cada floquinho tem um desenho delicado

Às vezes dá para ver formas de estrela

Às vezes dá para ver formas de estrela

Alguns parecem delicadas flores

Alguns parecem delicadas flores

Formatos de cristais

Formatos de cristais

Outros parecem o timão de um navio

Outros parecem o timão de um navio

Pensa no trabalho da Mãe natureza

Pensa no trabalho da Mãe natureza

Ou apenas observe...

Ou apenas observe…

E observe...

E observe…

Derrepente os pequenos flocos vão se unindo...

Derrepente os pequenos flocos vão se unindo…

Formando pequenos montes..

Formando pequenos montes..

E estes montes vão ficando maiores...

E estes montes vão ficando maiores…

E mais belos, até que chega o momento...

E mais belos, até que chega o momento…

Em que você tem que juntar todas as suas forças para retirá-la do caminho ou fica simplesmente impossível.

Em que você tem que juntar todas as suas forças para retirá-la do caminho ou fica simplesmente impossível.

Hjälp mig!

Gente parece brincadeira mas são tantos os pedidos de ajuda e as dúvidas que eu recebo quase diariamente que eu resolvi montar um guia de sobrevivência para antes, durante e pós viagem para a Suécia. Infelizmente não dá tempo de colocar todas as informações relevantes de uma só vez e muito menos todos os links que eu sei que são importantes, mas devagar tudo vai tomar o seu rumo.

Logo acima na barra de Menus eu coloquei um novo botão chamado Suécia onde pretendo colocar de uma forma fácil de acessar todas as informações baseadas nas perguntas frequentes e quem sabe assim diminuir o volume de perguntas repetidas afinal, é meio complicado reescrever todas as histórias que me contam e que eu procuro ajudar a resolver, assim como responder as mesmas perguntas diáriamente 😦

Dá uma olhada com calma. Sei que não tem muito o que ler agora mas já é o primeiro passo, ok? E no mais gentemmmm… tentem fazer pesquisas mais completas nos sites das Embaixadas e Consulados suecos, lá também tem informacões importantíssimas sobre este país tão lindo.

Kram och puss 😉

Imagem: http://newslink.com.br/

Imagem: newslink.com.br

Retrospectiva 2013

Eu sempre tive uma relação muito boa com o número 3 e seus derivados. Não que eu seja superticiosa, mas muitas das coisas marcantes me aconteceram em datas rodeadas da energia do #3. sendo assim 2013 não poderia ter sido diferente…

Janeiro

O ano começou maravilhoso com a visita do meu amigo Aguinaldo que veio de Campinas para passar o reveillon conosco e conhecer a neve. Claro que mesmo com as temperaturas baixíssimas não caiu sequer um floco de neve enquento ele esteve em terras escandinavas. Murphy explica! 😉

A parte chata foi que a Branca ficou super doente às vésperas do Natal e até então nós não sabíamos se ela duraria muito tempo… 😦

Gui Janeiro

Fevereiro

O mês de fevereiro para nós começou na expectativa da melhora da saúde da pequena Branca que já estava há 2 mesese bem caidinha. Fevereiro foi também o mês em que eu e meu baby, após 3 anos juntos, decidimos nos casar e assim aproveitar a vinda de mamis no verão para estar presente na cerimônia. Eu praticamente o pedi em casamento já que ele não tomava a iniciativa 😉

Março

Entrei na casa dos “enta” comemorando meus 40 aninhos rodeada de amigos queridos. No mesmo dia, marcamos como o dia oficial do nosso noivado. Ai que nervoso… E a pequena Branca seguia doentinha, fazendo diversos exames periódicos de sangue sem que nenhum médico chegasse a conclusão do motivo da doença.

Com um lindo vestido de gravatas feito pela estilista Maya do Brasil, presente da minha sogra.

Com um lindo vestido de gravatas feito pela estilista Maya do Brasil, presente da minha sogra.

Abril

Preparativos do casório estavam a todo o vapor, assim como os planos para a primeira viagem internacional de mamis. Ai que saudade! Começa a nova temporada no Piperska, e eu volto ao trabalho. Já estava na hora!

Maio

Check list a todo o vapor:

  • Igreja – ok
  • Vestido – ok
  • Salão de festas – ok
  • Padre (neste caso um pastora) – ok
  • Buffe – ok
  • Decoração – ok
  • Lista de convidados – ok
  • Convites – ok
  • Outros . NOT YET…
  • Reforma de 2 quartos para comportar todos os convidados do Brasil e de Dublin – ok

Branca segue doentinha…

Junho

Meus amores pousaram pela primeira vez em solo sueco. Mamis, Thayane e Letícia chegaram sãs e salvas após ficarem por 2 horas presas na imigração em Amsterdã sob a alegação da polícia de estarem defendendo os interesses da Suécia. Detalhe é que minha mãe tinha toda a documentação necessária além de carta convite, dinheiro, cartões de crédito e tudo o mais que eles pudessem exigir. Somente após eles me telefonarem aqui na Suécia e eu perguntar se precisaria ir acompanhada de um advogado até lá que elas foram liberadas. Falta de respeito nível 100 com uma senhora de 70 anos!

Aguinaldo e Thiago também pousaram por estas bandas. A casa ficou cheia e super animada no período em que a galera esteve aqui.

No dia 15 nos casamos em Råda Kyrka. A festa começou às 16:00hs e foi até às 03:00hs, pensa no meu estado no final do furdunço… kkkkkk

PicMonkey Collage

 Ainda teve tempo da minha família participar de um típico Midsommar com tudo o que tiveram direito inclusive a dançar “Små grodorna”, a famosa dança do sapinho… Show!

PicMonkey Collage

Julho

Branca segue doentinha, já se vão 7 meses de tratamento intensivo e sucessivos exames de sangue  sem um diagnóstico definitivo.

Agosto

Finalmente, com a ajuda da veterinária da Branca no Brasil, Dra. Rosana, conseguimos uma luz quanto ao possível problema de saúde da Branca. A sugestão de exame e diagnose foi perfeita, resultado: Doença do carrapato! Enfim podemos fazer um tratamento correto e a pequena Branca começou a se recuperar e voltar ao normal. Ebaaaaaaaaaaa 🙂

Hora de pensar na lua-de-mel agora que a casa está vazia, e a vida voltou ao normal. Lugar escolhido: Calábria na Itália.

Setembro

Uma semana merecida no Nettuno Garden Resort com muita sol, praia, piscina, música e paisagens maravilhosas regados ao melhor open bar que alguém pode querer. Delícia, não vejo a hora de voltar!

PicMonkey Collage

Outubro

Finalmente a pequena Branca foi diagnosticada 100% livre da doença e recebeu alta de tratamento dando enfim uma trégua na nossa economia. No total foram mais 50.000kr gastos no tratamento da minha filhota.

A temporada do Piperska termina, e o hotel fecha para o inverno reabreindo apenas em março do ano que vem, logo torno-me mais uma vez arbetslos (desempregada) até a próxima temporada iniciar ou eu encontrar algum outro emprego full-time.

Novembro

De volta à luta com o Arbetsförmedlingen (Agência nacional do trabalho sueco) e A-kassa (espécie de sindicato responsável pelo pagamento do meu seguro-desemprego). Pensa numa pessoa feliz? Este cara não sou eu! Neste mês de novembro tive mais um motivo super importante para comemorar: recebi minha cidadania sueca. Agora sim, posso chamar a Suécia verdadeiramente de lar. 🙂

Dezembro

Mas um ano termina com um saldo muito mais positivo do que negativo. Um ano de conquistas em que me tornei a Sra. Bäckman. Tenho muito a agradecer a Deus por esta minha vida, que embora não seja exatamente o que eu tenha sonhado tem me feito muito feliz!

E assim como o ano 2013 começou, ele se dispediu dando a vez a 2014 com muita festa e rodeada de amigos amados e com muito estilo na Casa da Caipirinha 😉

PicMonkey Collage2

Agora, aproveito a oportunidade mesmo que um pouco atrasada para desejar a vocês que lêem o meu blog os mais sinceros votos de um 2014 cheio de alegrias e prosperidades. Que todos os sonhos por mais simples e loucos que eles sejam transformem-se em realidade, e que eu possa continuar compartilhando minhas experiências, tropeços e sucessos por estas terras geladas.

Kram och puss 😉